Galeria
Games




 




A competição no comércio eletrônico leva empresas virtuais a oferecer desde apólices de seguros até dinheiro para garantir audiência
Fonte: Gazeta Mercantil

O aumento da competição no comércio eletrônico no País está estimulando o surgimento de novos serviços gratuitos, mas de apelo ainda mais explícito para atrair o e-consumidor. Desde a oferta grátis de apólices de seguros até o pagamento em dinheiro para agariar audiência - o mais disputado indicador de audiência na Internet - diversos sites de varejo e de leilões virtuais reforçam o arsenal em busca do cliente fiel. Após a explosão do acesso a custo zero, entram no ar as primeiras empresas nacionais "ponto.com" que mandam dinheiro para os internautas assistirem propagandas on-line.

Um dos pioneiros no País do chamado marketing de relacionamento na Internet, baseado na distribuição de prêmios e em jogos interativos, o BestLife está acrescentando mais atrações para "prender" a atenção do usuário. A empresa estreia nessa semana novidade na qual ganha pontos quem mais se mantiver no seu canal de bate-papo. "Mas quem ficar 15 minutos sem digitar, sai do chat", explica Antonio Pedro Freire. Ele ressalta que esse sistema permite não só maior interatividade, como desperta o interesse do usuário quando visualiza o momento que outros estejam ganhando.

A estrela nacional do modelo conhecido por "netcentives", o site Bestlife.com.br, também está incrementando a seção de comércio eletrônico. Seu BestBuy está dando agora ao usuário cadastrado a cesso a ofertas exclusivas do Submarino.com, loja virtual líder nas vendas de CDs, livros e brinquedos. Além disso, a página garante mais pontos toda vez que o cliente ali clica em "comprar". O Submarino também está patrocinando o Batalha Naval, de premiação instantânea. Freire ressalta que a "estratégia da empresa está dando certo". A prova disso está no tempo médio gasto por usuário, que chegou aos 25 minutos, e no apoio de 16 grandes anunciantes, como Microsoft, Xerox, Webmotors, InvestShop e EMIMusic. Segundo ele, O BestLife já possui 45 mil usuários cadastrados e vem registrando uma média de 7 milhões "pageviews" por mês. Ou seja, três vezes mais que em janeiro. Até agora, já foram distribuídos mais de 5 mil prêmios, de ingressos para shows até um carro zero quilômetro. O executivo informa que a empresa irá ter até abril a segunda captação de recursos.

O BestLife, que estreou em dezembro, deverá se tornar o parque de diversões do Globo.com, que estréia no próximo dia 19. Para lá serão levados mais de 100 jogos interativos, entre os quais conhecidos passatempos. "Não há nada quem alie mais lazer com vantagens e jogos", afirma Freire. Segundo ele, a idéia é de que seu site se torne um portal vocacionado para a diversão sem qualquer vinculação com cassinos ou dinheiro.

O diretor do site BestLife, Antonio Pedro Freire, acredita que a oferta de dinheiro fácil ao usuário não é uma estratégia sustentável para criar vínculos. A participação interativa e os prêmios por leilões e acúmulo de pontos é, na sua opinião, a melhor alternativa. "O apelo financeiro atrai rápido, mas não traz fidelidade, pois logo decepciona", diz. Com o objetivo de atingir 300 mil usuários cadastrados até o final do ano, ele acredita que a vocação na audiência passa pela capacidade de entreter o internauta. "Mas nada que induza a pensar em jogo de azar".




Home | Regras do site | Política de Privacidade | Central de dúvidas | Audiência | Anunciantes
Sala de imprensa | Fale conosco

BestLife ©, 2018,1999 - Todos os direitos reservados.
Melhor visualizado na resolução de 1024x768.